Diabéticos com mais de 60 anos devem fazer “quarentena rigorosa” – Jornal O Notícias da Trofa

A Associação Protetora dos Diabéticos de Portugal (APDP) voltou a sublinhar o dever especial da prevenção da doença Covid-19 para as pessoas com diabetes e enfatizou a importância da quarentena “rigorosa” de pessoas com a doença, que tenham mais de 60 anos.

José Manuel Boavida, presidente da Associação Protetora dos Diabéticos de Portugal, alega ser “crucial que sejam adotadas medidas de contenção social, particularmente na população mais idosa que está mais suscetível a uma fragilização do sistema imunitário devido a outras patologias” e aponta que “esta recomendação de quarentena advém dos dados já apurados noutros países e que demonstram que na população com mais de 60 anos e nas pessoas com doenças crónicas o risco de complicações graves e de morte aumenta”.

O isolamento profilático é ainda mais significativo no cao de diabéticos com outros problemas como hipertensão, doença coronária, respiratória ou cancro. Estas só devem sair de casa se for estritamente necessário, distanciando-se de qualquer contacto social.

A APDP frisa que a população com diabetes que está a trabalhar, sem ser a partir de casa, pode requerer a baixa médica, sublinhando que “já pediu ao Ministério da Saúde que agilizasse este processo para não obrigar as pessoas a ir ao Centro de Saúde e a clarificação das condições em que o mesmo se processará”.

O presidente da APDP complementa ainda que “todas as pessoas com diabetes devem ter em casa medicação suficiente para dois meses, dado ter aumentado a previsão de duração da epidemia, assim como material de autovigilância e toda a medicação que tomam habitualmente para outras doenças, nomeadamente para o aparelho cardiovascular”.

Em caso de dúvida, devem contactar o médico de família ou a linha SNS24.

Carolina Silva/CV

Leave a Reply

Required fields are marked *.